Piauí registra aumento de 100% no número de ataques a bancos em 2020

De acordo com a SSP, foram 20 ocorrências deste tipo registradas em 2020, contra 10 registradas no ano de 2019.
créditos: cidadeverde.com

 

O estado do Piauí registrou em 2020 um aumento de 100% nos casos de ataques a bancos, no comparativo com o ano de 2019. O dado faz parte do balanço divulgado nesta terça-feira (12) pela Secretaria de Segurança Pública.

De acordo com a SSP, foram 20 ocorrências deste tipo registradas em 2020, contra 10 registradas no ano de 2019.

Apesar do aumento registrado em 2020, os dados demonstram que nos últimos cinco anos o Piauí segue uma tendência de queda nos índices de ataques a bancos. Em 2015, por exemplo, foram 55 ocorrências deste tipo registradas.
O balanço da Secretaria de Segurança Pública também aponta que, em 2020, 75% das ocorrências de ataques a banco no Piauí aconteceram no segundo semestre.

Ainda de acordo com o balanço, com 13 casos, Teresina concentrou em 2020 a maior parte dos eventos criminosos relacionados a ataques a bancos. Os outros casos foram registrados nos municípios de Altos, Alagoinha, Elizeu Martins, Murici dos Portelas, Piripiri e União.

Os dados também revelam que em 60% dos ataques a bancos registrados no Piauí em 2020 foram utilizados explosivos.

Caso Miguel Alves

Entre os casos registrados em 2020, o de maior repercussão foi o ataque ao Banco do Brasil em Miguel Alves, registrado no dia 04 de outubro. Na ocasião, pelo menos 10 homens armados com fuzis explodiram a agência e fizeram moradores reféns.

 

 


COLUNISTA
Eudes Martins
COMPARTILHE O LINK DA MATÉRIA