Visualizações: 14


Banco de Alimentos arrecada mais de 140 toneladas em doações no primeiro semestre de 2019

banco assume a responsabilidade dos alimentos doados
créditos: cidadeverde.com

Com o objetivo de combater a fome e o desperdício de produtos, o banco recebe doações de alimentos que estão maduros e que poderiam ser descartados por conta do risco de desperdício. “Trabalhamos com produtos que estão com qualidade nutricional preservada e aptos para o consumo humano. O banco assume a responsabilidade dos alimentos doados, distribui rapidamente e presta contas aos doadores sobre o destino dos mesmos. Entregamos tudo higienizado e pronto para o consumo”, explica Janice Lustosa, responsável técnica do Banco de Alimentos. “E tem um detalhe importante: aquilo que não conseguimos reaproveitar vira ração animal, ou seja, nada é desperdiçado”, acrescenta Janice..

Segundo o relatório, os principais produtos arrecadados e distribuídos pelo projeto, neste primeiro semestre, foram banana, laranja, tomate, batata inglesa e cenoura. “O balaço desse período foi muito positivo. As parcerias com permissionários da Nova Ceasa estão cada vez melhores e isso ajudou muito a crescer as doações para as entidades cadastradas. Para a gente, não tem alegria maior que essa: ver pessoas carentes recebendo, com muita festa, frutas e verduras para suas refeições”, afirma Michele Carvalho, funcionária do Banco de Alimentos que, diariamente, recolhe arrecadações no mercado.

Para Gardênia Moura, presidente da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), uma das entidades assistidas pelo projeto social, "as doações são uma benção em nossas vidas. Uma vez que, por dia, a Apae alimenta cerca de mil pessoas em todas as três unidades da instituição. Com esta parceria, conseguimos atender a todos e dividimos para os três anexos. Quando chega, enviamos para a Escola de Surdos Consuelo Pinheiro, o Centro de Referência da Pessoa com Deficiência e o Centro de Microcefalia. Todos os dias agradecemos a Deus por essa parceria".

Gabriel Pinheiro é permissionário da Nova Ceasa e afirma que doar para o Banco de Alimentos é algo que faz parte da sua rotina de trabalho. "É algo que fazemos com muito amor e carinho, pois sabemos da importância desse projeto social que atende milhares de famílias carentes. Antes do Banco de Alimentos, muitos alimentos iam para o lixo, lamentavelmente", disse o comerciante que vende bananas no local.

As doações podem ser feitas diretamente ao banco, situado na Nova Ceasa – Av. Henry Wall de Carvalho, 5000, Tabuleta. Para mais informações, ligue (86) 3220-7788.

 


    


COLUNISTA
Eudes Martins
COMPARTILHE O LINK DA MATÉRIA