Visualizações: 42


Movimentos Sociais de Pedro II vão às ruas para protestar contra a reforma da Previdência

Os manifestantes lamentaram por muitas pessoas não terem ido às ruas também
créditos: Matões FM

A sexta feira dia 14 de junho foi reservada pelos movimentos sindicais do País para uma paralização nacional em protesto contra a PEC 06/2019 que trata da reforma na Previdência. Os movimentos sociais de Pedro II como Sindicatos dos servidores em Educação, dos trabalhadores rurais e algumas entidades sociais também aderiram à paralização e foram para as ruas na manhã desta sexta dia 14. O movimento teve início na sede da Associação Viva Feliz, antigo CROP no centro da cidade, local onde foi realizado um aulão com palestras e falas sobre a Previdência e a ameaça nas perdas de recursos na Educação.
O evento teve início às 08:30 da manhã seguindo até 10:30. Após a concentração, os manifestantes saíram pelas ruas do centro da cidade onde estava acontecendo a feira. Durante a caminhada, alguns professores e lideres sindicais iam fazendo uso da palavra no carro de som. A manifestação terminou na Praça da Matriz, próximo da Prefeitura.
Alguns líderes do movimento lamentaram pelas muitas outras categorias de trabalhadores e até mesmo a população, por não terem aderido ao movimento, pois no entendimento deles a reforma da Previdência atinge a todos, independentemente da categoria de trabalhadores.
 


COLUNISTA
Neto Santos
COMPARTILHE O LINK DA MATÉRIA